Correio Feirense - O portal de Notícias de Feira de Santana - Bahia

OFERECIMENTO

PF desarticula quadrilha que fraudava benefício social; prejuízo é R$ 2,7 mi

Publicada em 26/11/2014 ás 11:58:13

Ação da PF

 A Polícia Federal desarticulou uma quadrilha especializada em fraudar benefícios da espécie "Pensão por Morte Previdenciária" nesta quarta-feira (26/11), na cidade de Maragogipe, no recôncavo baiano. Chamada de "Barbarossa", a operação contou com o apoio do Ministério da Previdência Social e Ministério Público Federal. Incialmente, o prejuízo gerado pela fraude é de R$ 2,7 milhões. A operação contou com a participação de 25 Policiais Federais e 07 servidores da Previdência social.

De acordo com a PF, o grupo, formado por uma servidora da Previdência Social de Maragogipe e parentes, atuava desde 2006. A fraude consistia na inserção de pessoas fictícias no Cadastro Nacional de Informações Sociais (CNIS), em sua maioria trabalhadores rurais ou segurados especiais, com o objetivo de receber o benefício.
Eram utilizados CPF e identidade de pessoas já falecidas e a data do óbito era alterada e informada de forma retroativa em até 7 anos anteriores à Data da Entrada do Requerimento (DER). Depois disso, valores supostamente atrasados eram gerados para recebimento. No ato da habilitação dos benefícios, o próprio servidor e familiares eram cadastrados como Representantes Legais - Administradores Provisórios.
 
Cinco mandados de busca, quatro de conduções coercitivas e 1 de afastamento da função pública foram cumpridos. As contas bancárias dos envolvidos também foram bloqueadas. Os suspeitos serão indiciados pelos crimes de estelionato qualificado e associação criminosa, previstos nos arts. 171, ª 3º, e 288, ambos do Código Penal, com penas que podem chegar a nove anos de reclusão.
 
Informações do g1 
 
Autor/ Créditos: Jorge Magalhães