Correio Feirense - O portal de Notícias de Feira de Santana - Bahia

OFERECIMENTO

Cadmiel pede mais atenção para o homem do campo

Publicada em 10/04/2017 ás 17:02:22

Cadmiel Pereira (PSC)

 Durante discurso, na sessão ordinária desta segunda-feira (10/04), o vereador Cadmiel Pereira (PSC) reivindicou o pagamento da Garantia Safra, feita pelo Governo do Estado aos produtores rurais que vivem em situação de seca. Segundo o edil, desde dezembro do ano passado que os produtores rurais não recebem a Garantia, mesmo o Estado tendo consciência de que passam por uma situação de dificuldade.


“O homem do campo precisa ser respeitado pelo Poder Público, pois paga os impostos a ele imputado. É sabido por todos que quando o Estado decreta situação de emergência os agricultores são beneficiados pela Garantia Safra e desde dezembro do ano passado que eles não recebem, aumentando ainda mais as dificuldades, pois as chuvas que caíram nos últimos dias não foram suficientes para suprir as necessidades das lavouras. Muitos estão sem produzir até mesmo o que comer”, disse Cadmiel.


O edil questionou ainda a atuação das instituições responsáveis por algumas melhorias para o homem do campo. “Cadê os técnicos da EBDA, que não foram substituídos quando a instituição fechou? Cadê a Cerb, que constrói os poços artesianos? Cadê os investimentos da ciência pela antiga EBDA? Estamos vendo outras atuando para ajudar como a Defesa Civil e o Exército na limpeza de tanques e na entrega de carros pipas, mas está faltando mais atenção do Governo do Estado a estas pessoas”, pediu.


Em aparte o vereador Edvaldo Lima (PP) disse que durante os anos de 2013, 2014, 2015 e 2016, preocupado com o homem do campo, deu entrada em quatro projetos de lei na Casa solicitando a perfuração de poços artesianos. “Pedi também a destinação de R$ 4 milhões em emendas para assistir a estas pessoas, mas infelizmente nada foi atendido pelo Executivo. Foi bom o senhor trazer este assunto. Não vamos buscar culpados, mas nos preocupar para que estas pessoas sejam beneficiadas”, disse.


De volta com a palavra Cadmiel disse que os edis devem sentar para acordar uma forma de ajuda estas pessoas. “Quero aproveitar para parabenizar o Sindicato do Trabalhador Rural, que fez um movimento em busca de medidas cabíveis para a solução do problema”, finalizou.
 

Autor/ Créditos: Jorge Magalhães