Correio Feirense - O portal de Notícias de Feira de Santana - Bahia

Feira de Santana Segunda , 22 de Maio de 2017
OFERECIMENTO

Acusado de envolvimento na morte de Gil Porto e de mais 8 pessoas é executado a tiros

Publicada em 19/04/2017 ás 12:05:16

Local do crime

 Eliomar Alexandre Souza Nunes, 32 anos, que era mais conhecido como “Galego” ou “Kinha Bunda Branca” foi executado com mais de 20 tiros, diversos calibres, na manhã desta quarta-feira (19/04), no interior do veiculo Fiat Palio de cor Vermelha, placa OKJ-2112, licença de Feira de Santana. 

Ele foi um dos acusados de participar da morte do empresário Gil Marques Porto Neto, assassinado no dia 21 de maio de 2014, em Feira de Santana. Eliomar estava em liberdade provisória concedida pelo ministro do Supremo Tribunal Federal, Marco Aurélio de Melo, após passar dois anos preso no Conjunto Penal de Feira de Santana.
 
O veículo de ‘Bunda Branca’ foi alvejado por mais de 30 tiros e segundo relato de policiais que estiveram no local, ela pode ter sido alvejado por mais de 20 tiros. 
 
O crime aconteceu em frente à casa da mãe de Eliomar, na Rua Irã, no bairro Caseb, em Feira de Santana. No local, peritos criminais encontraram balas calibre 380, 12 e 45. Os tiros foram deflagrados por cerca de três homens que estavam em um carro branco e atingiram também a mãe da vítima, Rita de Cássia Santos Rosa, de 57 anos, e o irmão José Ronaldo Rosa, 21 anos.
De acordo com informações de familiares da vitima, os disparos acabaram atravessando a chaparia do carro acertando a barriga da mãe de Galego, a perna do irmãos dele. A mãe e o irmão foram socorridos para o hospital, enquanto o mesmo não resistiu e morreu no local.
 
Guarnições do PETO 66 e Sertão da 65ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM), foram acionados e de imediato seguiram ao local, mas não conseguiram localizar os criminosos, que fugiram tomando rumos ignorados. Policiais do Serviço de Investigação da Delegacia de Homicídio e Proteção a Pessoa (DHPP), juntamente com peritos do Departamento de Polícia Técnica (DPT), compareceram ao local do crime, onde realizaram o levantamento cadavérico e iniciaram as primeiras investigações.
De acordo com o pai da vítima, José Pedro Pereira Nunes, conhecido como detetive Dé, o filho estava morando na cidade de Santo Antônio de Jesus, mas vinha visitar a mãe com frequência. Ele acredita que Eliomar tenha sido executado e disse que vai investigar quem foram os autores deste crime.
 
Informações e fotos de Gladson Santos
 
Autor/ Créditos: Redação