Correio Feirense - O portal de Notícias de Feira de Santana - Bahia

OFERECIMENTO

Público enfrentou chuva e frio para dançar até a madrugada

Publicada em 04/09/2017 ás 11:58:05

Show

 A chuva fina acompanhada por um vento frio não conseguiram afastar o público do palco do Parque de Exposições João Martins da Silva. O calor emanado por milhares de corpos foi maior do que o revés climático. Resultado: uma das primeiras noites de festa da Expofeira mais participativas dos últimos anos.

E o público não arredou o pé do palco geminado, pensado para que não haja problema de descontinuidade nas apresentações. A noite foi aberta com o som do paulista Luis Rossi, que interpretou inesquecíveis sucessos do falecido cantor pernambucano Reginaldo Rossi. Pela resposta do público, ele agradou muito.
 
A Bahia Bend mostrou versatilidade no palco, levando a multidão a dançar e enfrentar a chuva fina e fria que caía intermitentemente. A presença no palco dos Clones do Brasil aumentou a temperatura em toda área de shows do Parque de Exposição. As músicas cantadas Zezé Júnior, Cayo Lima e Dudu Santana não deixaram ninguém parado.
A atração mais esperada da noite, Silvanno Sales, entrou no palco por volta da meia noite. E nos mais de 90 minutos seguintes emocionou a plateia com o arrocha que o levou às paradas nacionais. “Depois de algum tempo volto à Expofeira, que continua sendo uma grande festa”, disse o cantor, que lançou o seu 21º CD na Expofeira. “Estou feliz por estar aqui”.
 
A noite de festa foi encerrada pela banda Caracu com Ovo. Nesta terça-feira, 5, se apresentarão Adriano Reis, Mazinho Venturini, Filomena Bagaceira, Naldinho e Leo Rios e Sandro de Castro.
 
Autor/ Créditos: Jorge Magalhães

 

Leia Também