Correio Feirense - O portal de Notícias de Feira de Santana - Bahia

OFERECIMENTO

Política Municipal de Zoonoses é discutida em audiência pública na Câmara

Publicada em 20/10/2017 ás 15:59:48

Audiência Públi

 Atendendo ofício da Comissão de Saúde e Desporto, a Câmara Municipal de Feira de Santana promoveu, na tarde desta sexta-feira (20/10), Audiência Pública para discutir a Política Municipal de Zoonoses. A sessão foi presidida pelo vereador Cadmiel Pereira (PSC).

A mesa de honra foi composta pela coordenadora do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ), Mirza Cordeiro, representando a secretária Municipal de Saúde, Denise Mascarenhas; o médico veterinário e professor da Universidade Federal do Paraná, Alexander Welker Biondo; o pró-reitor de Pesquisa e Pós-graduação da Uefs, Aristeu Vieira da Silva; e a coordenadora do laboratório de Entologia do Centro de Controle de Zoonoses e referência técnica em Leishmanioses da Vigilância Epidemiológica, Taís Moreira Peixoto.
 
A coordenadora do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ), Mirza Cordeiro, destacou a importância das parcerias para assegurar políticas públicas adequadas para a zoonoses e saúde coletiva no município. Ela pontuou o papel de vigilância epidemiológica e controle das zoonoses, que são doenças infecto-parasitárias transmitidas pelos animais.
“O Centro de Zoonoses faz saúde pública e somos regulamentados pela Lei Municipal 190/2006. Dentre todas as ações, precisamos estar voltados para a questão das doenças, levando em consideração a relevância para a saúde pública. Não somos um abrigo, mas sim um centro para controle dessas doenças”, explicou, citando as ações de remoção de animais das vias públicas, realização do Censo Animal, vistorias zoosanitárias, controle de reprodução de cães e gatos, educação em saúde, dentre outras executadas pelo Centro.
 
O professor Aristeu Vieira da Silva parabenizou a Casa pela realização da audiência e ao CCZ pelo trabalho de excelência desenvolvido no município de Feira de Santana. “Esta cidade ainda precisa avançar muito no sentido de retorno de resultados de pesquisas para a população. As parcerias entre o Poder Público e instituições de ensino e pesquisa são de extrema importância para nortear e nos dar base para desenvolver soluções e ações de maior controle das zoonoses”, afirmou.
 
Para o professor da Universidade Federal do Paraná, Alexander Welker Biondo, é fundamental que cada cidadão entenda que possui papel importantíssimo no cuidado com os animais e manejo de cães e gato. “O conceito de saúde única é uma estratégia para melhor entender e dirigir problemas contemporâneos gerados pela convergência de domínios humano, gerenciais e ambientais. O problema de abandono de animais é comum em todos os continentes. Precisamos aumentar a castração, mas, precisamos muito mais acabar com o abandono, incentivar a educação e a adoção voluntária”, destacou.
 
O vereador Isaias de Diogo (PSC) ressaltou a importância do debate sobre o controle das zoonoses e do cuidado com os animais. “Essa audiência pública nos mostra uma luz no fim do túnel. Já fiz algumas indicações e o vereador Cadmiel também tem se empenhado na causa em defesa da proteção dos animais. Acredito que o gestor municipal vai olhar melhor agora pela questão dos animais”, afirmou.
 
A coordenadora do Laboratório de Entologia do Centro de Controle de Zoonoses e referência técnica em Leishmanioses da Vigilância Epidemiológica, Taís Moreira Peixoto, revelou sua posição contrária à eutanásia e a preocupação com índices de zoonoses no município. “As doenças estão se reemergindo, estão voltando, mas percebemos ainda uma ação muito tímida dos órgãos dos órgãos do Estado, o que não nos permite uma ação mais eficaz. A falta de insumos prejudica a prevenção e até mesmo o combate louvável”, declarou.
 
Autor/ Créditos: Redação

 

Leia Também