Correio Feirense - O portal de Notícias de Feira de Santana - Bahia

OFERECIMENTO

Bahia bate a Ponte e se afasta da briga contra o rebaixamento; Macaca permanece no Z-4

Publicada em 06/11/2017 ás 09:57:55

Jogo

 O Bahia deu um importante passo para permanecer na elite do Campeonato Brasileiro em 2018. Com gols de Mendoza e Edigar Junio, o Tricolor venceu a Ponte Preta por 2 a 0 na Fonte Nova, em Salvador, e entrou na metade de cima da classificação. A Macaca, por sua vez, fica na zona de rebaixamento e enxerga alguns rivais diretos com mais distância.

O resultado deste domingo consolida uma fase positiva do Bahia no Brasileirão. Com apenas uma derrota em oito jogos, o time agora está em 10º lugar, com 42 pontos, empatado com Atlético-PR, Atlético-MG e Fluminense, mas com vantagem nos critérios de desempate. O risco de rebaixamento é cada vez menor para o lado tricolor de Salvador.
 
Mais abaixo, a Ponte perde mais uma partida como visitante no campeonato (é a pior campanha fora de casa, agora que o São Paulo venceu o Atlético-GO em Goiânia). Com 35 pontos, a equipe de Eduardo Baptista continua em 17º lugar, com três derrotas nos últimos quatro jogos. Segundo contas dos matemáticos, a Macaca precisa de 12 dos 18 pontos em disputa para escapar.
Bahia e Ponte têm poucas horas de descanso até a próxima rodada do Campeonato Brasileiro. Ambos vão a campo na próxima quarta-feira, com mandos invertidos. A Ponte Preta recebe o Grêmio, às 19h30, no Moisés Lucarelli, enquanto o Bahia visita o Avaí, no mesmo horário, na Ressacada.
 
O Bahia passou quase metade da etapa inicial sem conseguir romper a barreira defensiva montada pela Ponte Preta. Quando teve sucesso, Allione encontrou Mendoza, que, de frente para o gol, tocou na saída de Aranha para inaugurar o placar. O Tricolor teve chance de ampliar, mas Edigar Junio não aproveitou assistência de Zé Rafael. Na Macaca, um jogo de pouca criatividade rendeu apenas um ataque perigoso: Claudinho recebeu cruzamento de Nino Paraíba, mas errou o alvo.
Se faltou pressão no primeiro tempo, o Bahia decidiu começar a etapa final a todo vapor. Juninho, Zé Rafael e Tiago tiveram boas possibilidades de ampliar o placar logo com cinco minutos, mas erraram o alvo. A Ponte tentou mudar a característica do seu time a partir das entradas de Léo Artur e John Kleber (o atacante da base se machucou e deu lugar a Emerson). O resultado foi um duelo mais aberto, mas sem lances de perigo até o último lance, quando Zé Rafael lançou Mendoza, que ajeitou para Edigar Junio dar números finais ao placar.
 
Público na Fonte Nova foi de 20.539 pagantes, o que rende uma renda de quase meio milhão de reais para o Bahia (R$ 492.033,50). O apoio das arquibancadas ajudou o time da casa a conquistar um importante resultado contra uma concorrente direta na tabela.
Informações do g1 foto de MARCELO MALAQUIAS / EC BAHIA
 
Autor/ Créditos: Redação

 

Leia Também